14 de abril de 2015

13 de abril de 2015

Rio



Hoje é um bom dia. Na sequência da minha candidatura para a XVIII Bienal de V. N. de Cerveira, é com alegria que anuncio ter sido convidado a participar nos projectos de intervenção. Inauguração a 18 de Julho.

bienaldecerveira.org




11 de abril de 2015

Sublime







Detalhes da Escultura de José Rodrigues - O Esforço
Vila Nova de Cerveira
Março 2015

10 de abril de 2015

Esforço



Convento Sampaio
Terras de Cervaria

Corpo Diplomático









































Magia
As máscaras são os mais comuns e os mais inquietantes dos objectos, porque é da sua natureza afirmarem e negarem simultaneamente a mesma coisa, esconderem e revelarem, serem secretas e regulares.
No Ocidente moderno, as máscaras ficaram reduzidas à crítica social, centrando-se quase exclusivamente na relação entre indivíduos e grupos, numa adaptação ao novo senso comum que excluíra a matéria a sua ancestral dimensão imaterial.

Tradicionalmente, as máscaras equacionam a mundividência das relações entre os sujeitos humanos e não humanos. Não se trata, portanto, de uma encenação sobre o outro mas sobre a alteridade; trazem para o espaço contido e controlado dos humanos a desmesura dos seres com os quais não convivem, mas cuja existência é central na edificação de um pensamento que estabelece relações de continuidade entre matéria e o espírito, entre o objecto e o referente. Nesta ordem de ideias, as máscaras são os objectos referentes por excelência.
"

Plataforma das Artes e Criatividade.
Colecção José Guimarães
Curadoria: Nuno Faria
Guimarães. 
14 de Março de 2015




7 de abril de 2015

6 de abril de 2015